Noticia

Principal financiador do litígio fraudulento do Equador retira apoio e entra em acordo com a Chevron

16/02/2015

     SAN RAMON, Califórnia, 16 de fevereiro de 2015 - A Chevron Corporation (NYSE: CVX) chegou a um acordo de conciliação com James Russell DeLeon, o principal financiador da ação fraudulenta contra a Chevron no Equador. A Chevron moveu uma ação judicial contra DeLeon em Gibraltar, onde DeLeon mantém residência, por sua participação no financiamento e incentivo do processo fraudulento. No acordo, DeLeon resolveu essas alegações ao retirar seu apoio financeiro do litígio equatoriano e atribuir seus interesses no processo à Chevron. A Chevron, por sua vez, concordou em liberar DeLeon de todas as reivindicações. Nos documentos apresentados no tribunal de Gibraltar, DeLeon havia divulgado anteriormente que investiu aproximadamente US$23 milhões no caso em troca de aproximadamente 7% de participação na sentença equatoriana contra a Chevron. A entidade de financiamento de DeLeon, Torvia Limited, e seu sócio, Julian Jarvis, também fazem parte do acordo.

     “Estamos satisfeitos que mais um patrocinador de longa data terminou sua associação com este esquema”, disse R. Hewitt Pate, vice-presidente e conselheiro geral da Chevron. “A Chevron vai continuar responsabilizando aqueles que se associem a este litígio fraudulento”.

     Em 4 de março de 2014, o Juiz Lewis Kaplan, da Corte Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Sul de Nova York, determinou que a sentença de US$9,5 bilhões contra a Chevron no Equador foi produto de fraude e extorsão, considerando-a inaplicável nos Estados Unidos e responsabilizando Steven Donziger, o principal advogado por trás da ação judicial, por violações da Lei RICO. O julgamento também discutiu o envolvimento de DeLeon, que foi incluído como a principal fonte de financiamento para o filme propagandista Crude, contribuindo com cerca de 60% do financiamento total do documentário. Como parte do acordo, DeLeon concordou em alocar à Chevron todos os seus interesses financeiros no filme Crude.

     Em uma declaração pública divulgada hoje, DeLeon afirmou:

     “Tendo início em março de 2007, eu proporcionei o financiamento para apoiar o litígio no Equador contra a Chevron Corporation de boa fé e acreditando que eu estava apoiando uma causa digna.

     No entanto, eu analisei o parecer de 4 de março de 2014 do Juiz Kaplan, do Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Sul de Nova York, o qual estabelece as conclusões do Tribunal sobre o caso, e eu também considerei as provas apresentadas durante o julgamento. Como resultado, eu cheguei à conclusão de que os representantes dos demandantes de Lago Agrio, incluindo Steven Donziger, enganaram-me sobre fatos importantes. Se eu tivesse conhecimento desses fatos, eu não teria financiado o litígio.

     Eu já não busco ou desejo receber qualquer benefício financeiro deste caso e, portanto, decidi abandonar todo o meu interesse no litígio em favor da Chevron”. 

     Ao entrar em acordo, DeLeon é a mais recente pessoa, entre muitas outras, a se desassociar de Donziger e dos Demandantes de Lago Agrio. Durante o julgamento de extorsão federal contra Donziger, que durou sete semanas, mais de uma dúzia de ex-membros e aliados testemunharam contra o advogado, incluindo um ex-colega, consultores ambientais, financiadores, empregados e seus colaboradores equatorianos.

     A Chevron ainda tem processos pendentes em Gibraltar contra o Woodsford Litigation Funding Ltd., com sede na Grã-Bretanha, por seu papel no financiamento da ação judicial; Amazonia Recovery Ltd., uma firma constituída em Gibraltar por Donziger e seus associados para receber e distribuir os fundos decorrentes da sentença equatoriana contra a Chevron; e Pablo Fajardo, Luis Yanza e Ermel Chávez, diretores da Amazonia Recovery Ltd.

     A Chevron é uma das maiores empresas globais de energia integrada, com subsidiárias que realizam negócios no mundo todo. O sucesso da companhia é impulsionado pela criatividade e comprometimento de seus empregados e na aplicação das tecnologias mais inovadoras do mundo. A Chevron está envolvida em praticamente todos os aspectos da indústria de energia. A empresa explora, produz e transporta petróleo e gás natural; refina, comercializa e distribui combustíveis de transporte e outros produtos de energia; fabrica e vende produtos petroquímicos; gera energia e produz energia geotérmica; fornece soluções de eficiência energética e desenvolve os recursos energéticos do futuro, incluindo biocombustíveis. A Chevron está sediada em San Ramon, na Califórnia. Mais informações sobre a Chevron estão disponíveis em www.chevron.com.
 

Tweets